Com Agulhas

Eu gosto de escrever, de inventar uns diálogos loucos em jantares imaginários. Eu gosto de roupas, invento uns modelos e luto pra dar as luzes, partos difíceis esses, idéias. Gosto de comprar roupas e sapatos, futilidades não, estilo próprio; não sou uma fashion victim - a vida é demasiado curta pra rótulos e embalagens estragadas. Eu gosto de café, de canecas e de planos de casamento. Gosto de mim, contudo e com tudo.

Com Canetas

Eu tenho um dois à esquerda na idade, mas não acho que sou tão velha. Chamo minha gata de nenê e dou apelidos adoráveis ao meu namorado. Eu tricoto porque me acalma, produzindo, me agradam as cores das lãs. Eu amo porque não vivo no gris, amor vivo, amo pessoas e filmes e livros e bichos. Eu tenho o Heitor, já me basta de tanto amor. Eu adoro a língua francesa, adoro as idéias parisienses e as boinas e os cafés.

Home Again.

Bom dia, queridos leitores ocasionais!
A quem interessar, voltei de Punta del Este terça-feira, mas estava com preguiça de postar.
Tivemos uma viagem bem interessante, diferente do esperado (para mim superou as expectativas).
Viajamos na Quarta-Feira de Cinzas. Saímos mais ou menos 13h45min, desastroso para quem viajará 500km e, chegando no destino, ainda tem de montar acampamento...
A viagem aconteceu sem percalços, chegamos a Punta passavam das 19h, e o acampamento foi montado facilmente.
No dia seguinte iniciou-se a rotina de Punta: Levantamos perto do meio-dia, a mãe do Heitor comprou panecitos no Provicentro - uma espécie de mercadinho que há no Camping - e hiciemos el desayuno. Essa é uma parte super importante porque os pãezinhos uruguaios - na verdade uns croissants salgados com recheio de presunto, queijo ou nada (ótimos com manteiga), uns outros pãezinhos diferentes, e outros croissants doces, com açúcar por cima e marmelada dentro, bolachinhas folhadas com marmelada ou sem nada mesmo (ótimos com dulce de leche uruguayo) - são os mais gostosos que já comi na vida.
Bueno, depois de comer nos aprontamos para la playa e nos fomos.
Esse foi um dos únicos dias de praia que tivemos - nada de horrível para mim. Foi divertido, tiramos fotos e fomos corridos por nuvens negras que viraram o tempo...


Saímos do acampamento e fomos comprar coisas para o churrasco da noite em um mercado que fica en La Barra... O tal mercadinho só nos extorquiu, vendeu carne ruim e tal.
À noite passeamos pela Gorlero, algo mil vezes mais evoluído mas que poderia ser relacionado com o calçadão. Há várias lojas legais de roupas, lojas de porcarias e restaurantes. No fim da avenida tem uma praça bem bonita, na qual acontece uma feira de artesanato. É ótimo andar na Gorlero à noite... Fora os argentinos, claro.

À noite, a chuva começou.

Na sexta-feira, choveu. Não pudemos ir à praia, então fomos ao shopping e constatamos os absurdos preços de All Star no Uruguai (o equivalente a R$ 110 os mais simples!!!!)... Sério, na loja da Nike tinha tênis que custavam o mesmo que um All Star!!!! Compramos roupas (eu ganhei um casaquinho vermelho lindo) e fomos ao McCafé tomar cappuccino... O Heitor resolveu pedir um expresso largo e saiu com um micro café, enquanto nós bebemos cappuccinos (o meu um Mocca) em taças grandes e ornamentadas.

Choveu a tarde toda.

À noite fomos apostar no clássico Conrad. Vimos um cara vestido de King Kong, mas não tínhamos câmera com bateria pra tirar foto [!!!]. Apostamos os clássicos US$ 10 por cabeça... Eu estava indo bem na maquininha da Raposa, mas dei minhas moedinhas pro Heitor e ele as perdeu... Mas perdeu com estilo na maquininha das moedas. E o Conrad, aquele safado, roubou nosso dinheiro e nem tinha cartas pra nos vender! Safado!

Choveu a noite toda.

No dia seguinte passeamos pelo Porto, vimos os barcos e tiramos umas fotos. Estávamos em um quiosquezinho e o Heitor tirou essa foto escabelada de mim. Lá, um pouco mais tarde, uma brasileira se escorava no parapeito e fazia poses. Ridiculamente engraçado...


Depois, enquanto, de fato, víamos os barcos e as gaivotas, leões marinhos e peixinhos, começamos a cantarolar a que foi a canção das férias. Muito cultos, intelectuais que somos, que outra canção seria que não essa?

O verão vai ser cremosso
El verón vai ser gostosso
Voy iluminar la playa entera
O solzinho bem bodosso
Vem curtir com la família
En janero o feverero
Ma' no esqueça de quem fica
Con usted o ano inteiro
Assina, assina a Cero Hora
Pra ter muita diversão
Vaaaai ser sua compañera
Nessas férias de verão...


Abaixo, o link :)

http://br.youtube.com/watch?v=Xeaaco9jKyI

Enfim, depois desse banho de cultura vou colocar a foto de uma garça de legging e pararei de escrever até amanhã :D



Até amanhã, com o resto da Viagem :)

2 Moedas no Cofrinho:

  1. Moisés Corrêa disse...
     

    Bããããã Gostei da Garça! ^^

    Falow, mio amore

  2. Victor Albaini disse...
     

    Como algo "largo" pode ser o menor de todos? Fica bem com manteiga? Também gostei das Garça de fusô ^^

    "Cabrón, ¡que música!"

Postar um comentário