Com Agulhas

Eu gosto de escrever, de inventar uns diálogos loucos em jantares imaginários. Eu gosto de roupas, invento uns modelos e luto pra dar as luzes, partos difíceis esses, idéias. Gosto de comprar roupas e sapatos, futilidades não, estilo próprio; não sou uma fashion victim - a vida é demasiado curta pra rótulos e embalagens estragadas. Eu gosto de café, de canecas e de planos de casamento. Gosto de mim, contudo e com tudo.

Com Canetas

Eu tenho um dois à esquerda na idade, mas não acho que sou tão velha. Chamo minha gata de nenê e dou apelidos adoráveis ao meu namorado. Eu tricoto porque me acalma, produzindo, me agradam as cores das lãs. Eu amo porque não vivo no gris, amor vivo, amo pessoas e filmes e livros e bichos. Eu tenho o Heitor, já me basta de tanto amor. Eu adoro a língua francesa, adoro as idéias parisienses e as boinas e os cafés.

Depois da Semana

Meu namorado voltou pra São Carlos, e eu subi catorze andares de escada com as malas pesadas.

Tricotar como uma descontrolada, sublimar a falta que me faz esse namorado.

Mas o que será de mim no verão, quando o tricô é levemente impraticável?

10 Moedas no Cofrinho:

  1. Cris Andersen disse...
     

    café cult?

  2. Moisés Corrêa disse...
     

    Trico nunca eh impraticavel...

  3. Iarima disse...
     

    É sim, já mexeu com lãs no verão?

  4. Aline Dias disse...
     

    Nós andaremos de barco com remos de bambú ;P

    (bizarro te sonho)
    Acho ficarmos com os olhos bem atentos nos nossos bichanos ;)

    ;)

  5. Aline Dias disse...
     

    Eu devia estar com sono, reformulando o comentário:
    *bizarro os nossos sonho, acho que devemos ficar com os olhos atentos nos nossos bichanos.

  6. Cogumela =) disse...
     

    Bom... pode fazer ponto cruz com lã.

    Os buraquinhos são bem maiores e vem algumas telinhas com o dezenho já pronto. Tipo no filme "O sorriso de Monalisa" só que no filme é pra pintar, não bordar.

    Eu gostava de fazer isso nas férias. ^^

    Tu vais precisar de:
    - restos de lãs
    - tesoura e agulha sem ponta
    - telinha pra bordar
    - e um poco de paciência.

    Ai...me deu até vontade de fazer isso agora. =S

    Podes fazer quadrinhos ou até tapetes.

    =) me senti menos atrapalhada agora...pq não levo jeito pra tricotar mas, bordar até que gosto!

    iuuupe!!!!

    Bondade tua me comparar com Mário Quintana! ^^

    Obrigada!

    Beijo Iarimaaaa!

  7. Conde Vlad Drakuléa disse...
     

    Pousei...
    Mas a Cogumela lembra mesmo o grande Quintana! Agora subir 14 andares com malas pesadas é academia para um ano inteiro! Estás em forma Iari! Não precisas fazer academia, é só deixares as malas prontas e pronto!
    No verão, podes escrever mais ou ler mais...Como eu sou teu fã espero que escrevas mais... Café Cult é uma boa, café é sempre uma boa! Não te pré-ocupes, estarás bem!
    Beijos do conde!
    Nhac,nhac,nhac :
    Voei!

  8. Aline Dias disse...
     

    eu fiz um comentário muito bonito, mas o blog comeu. então depois respondo tuas perguntas no messenger xD

    não vou esquecer do teu alfajor ;P

  9. INGRID SCHERDIEN disse...
     

    Você tem habilidades maravilhosas, moça. Se não der com o trico, invente outras coisas não tão quentes e suantes. Artesanato tem várias opções...

    Ha... quando o amado vai embora dói... Mas ele volta. Enquanto isso relembre o amor dos dias que passaram juntos.

    Bjoa.

  10. Conde Vlad Drakuléa disse...
     

    Te encaixei em uma pequena composição baseada em uma música do Aznavour, tá lá nos comentários da Aline, no último post, na verdade foi uma singela e humilde homenagem as minhas três musas principais e muito inspiradoras, tu, Frau e Cláudia, adoro vocês e não te preocupes, teu Heitor volta logo!
    Bisous, capuccino, biscoitos, e au revoir!

Postar um comentário