Com Agulhas

Eu gosto de escrever, de inventar uns diálogos loucos em jantares imaginários. Eu gosto de roupas, invento uns modelos e luto pra dar as luzes, partos difíceis esses, idéias. Gosto de comprar roupas e sapatos, futilidades não, estilo próprio; não sou uma fashion victim - a vida é demasiado curta pra rótulos e embalagens estragadas. Eu gosto de café, de canecas e de planos de casamento. Gosto de mim, contudo e com tudo.

Com Canetas

Eu tenho um dois à esquerda na idade, mas não acho que sou tão velha. Chamo minha gata de nenê e dou apelidos adoráveis ao meu namorado. Eu tricoto porque me acalma, produzindo, me agradam as cores das lãs. Eu amo porque não vivo no gris, amor vivo, amo pessoas e filmes e livros e bichos. Eu tenho o Heitor, já me basta de tanto amor. Eu adoro a língua francesa, adoro as idéias parisienses e as boinas e os cafés.

Relacionamentos que Terminam...

Hoje eu decidi pôr um fim nessa nossa relação. Mas, preciso deixar claro, não há nada errado contigo. Eu só preciso de mudanças periódicas, sabe? Como naquele besteirolzinho “Doce Novembro”, não posso passar muito tempo assim fiel.

Antes que penses mal de mim, devo me explicar... Tu andas meio vazio, sabe? Quando nos conhecemos, transbordavas conteúdo... As coisas mudaram. Tivemos dias felizes, me senti realmente bonita, como se brilhasse. Não me fizeste nenhum mal, claro, só que os bens desse relacionamento não foram tão significativos quanto tu me deste a entender. Sim, não adianta negar, tu prometeste grandes melhoras e vida nova. Disseste como eu me sentiria melhor contigo ao meu lado. E eu acreditei em ti, mas fiquei um pouco desapontada.

É difícil introduzir alguém novo na minha vida, certamente. Mas não vou te enganar, já encontrei um substituto. Procurei bem, sou muito exigente com novidades, mas não te traí. Nunca faria algo assim, enquanto estivemos juntos fui plenamente fiel a ti. Muitos movimentos íntimos nós dois tivemos, e tu conheces a minha família bem. Só que tu sabes como eu sou, nada pode durar tanto. Eu me amo acima de tudo, e preciso pensar no meu bem-estar. Sabes como a aparência conta pra mim, e tu és de suma importância na forma como me apresento. Se resolves mentir, saio desabalada e esqueço de coisas básicas. Mas se falas a verdade, querido, nunca é por tanto tempo quanto eu desejaria. Nunca prometi fidelidade até a morte, jamais faria isso...

Mas houve um tempo de fidelidade exacerbada. Sim! Sempre com o mesmo, dia após dia. Não percebia como essa devoção doentia me fazia mal! Andava opaca, sem vida. Não era lembrada, era meio murcha... Nada viçosa, entendes? Anos e anos assim, deixada pra trás pelas minhas amigas. Mas elas não contavam os segredos para um relacionamento tão saudável... Eu também não pedia, tinha vergonha...

Até que eu acabei com aquele reinado monótono, e ganhei vida nova! Desde então, tenho procurado pelo companheiro ideal... Encontrei ótimos, sim, mas nenhum foi perfeito. Nem tu, obviamente. Sabes, tenho acreditado que não existe uma alma-gêmea. Eu preciso experimentar várias coisas diferentes, pra descobrir o que me faz bem. O que me faz bonita, confiante... E, a partir daí, poderei fazer escolhas mais sensatas e , talvez então, encontrar um parceiro para uma relação mais duradoura. Entretanto, duvido que exista, mesmo, tal perfeição.

Quero que saibas, querido, que não posso te prometer que nos reencontraremos. Mas não tirarei tuas esperanças. Quem sabe um dia? Tivemos bons momentos, repito. E todo o calor da minha vida não permite alguém tão... sensível como tu. Deverias me proteger! No entanto entendo que não o faças... Só que vou precisar te dar adeus, por favor entende o meu lado. Não somos certos um pro outro.

E, só pra constar, minhas relações de fidelidade existem. Veja-se o meu lindo namorado (quase quatro anos juntos!), e alguns amigos (Moisés, quase 6 anos, a Cris também, apesar dos nossos ‘ons’ e ‘offs’), só preciso saber que a coisa é certa pra poder me entregar de verdade. E não é contigo, Seda Brilho Gloss, que vou me amarrar. Afinal, no que concerne os shampoos, eu posso ter opiniões bem oscilantes.

Tchau, tchau... Vou tampar o lixo agora. Boa viagem!

3 Moedas no Cofrinho:

  1. Heitor "Pimenta" disse...
     

    AHUheaUEAHueHuaeHU

    Os contos no estilo "Pode sair agora Frica" são os mais engraçados...


    haeuehuaehuaHu

    ;P


    Te amo minha linda..

    :************

  2. Moisés Corrêa disse...
     

    AJUaeuhuahaeuhae

    FOI BOM DEMAIS!
    Eu quase cheguei a pensar que tu tava terminando com o Heitor!
    Voce tá melhorando nisso ein?

    Perfeiçao perfeita.
    Moises

  3. Cris Andersen disse...
     

    hum... eu já achei quen tu tava fechando o blog
    ^^

    Mas minha relação de fidelidade é com o seda pra cabelo cacheados...

    ^^

Postar um comentário